IMPORTANTE: O Banco de Séries não serve para assistir séries! Somos uma rede social onde os fãs de séries podem controlar os episódios que assistiram, dar notas, comentar, criar sua agenda, saber quando passa o próximo episódio. Somos totalmente contra a pirataria e não disponibilizamos conteúdo que fere direitos autorais.

Bloodline By Scavo





Episodio 1x1 - Nota 8

Esse piloto funciona por conta da atuação dos envolvidos, da apresentação dos personagens e da riqueza dos diálogos. Foi bem escrito, sim. Gostei bastante do texto e tem potencial.

Geralmente, séries com desenvolvimento mais lento não costumam me deixar com receio e nem cansar. Aliás, acho que as melhores séries são assim. Porém aqui, isso acabou pecando pela duração exagerada. Embora tenha situado a trama e nos permitido conhecer um pouco sobre a família Rayburn, 60 minutos foi muita coisa pro pouco que vimos aqui. Faltou dinamismo, equilíbrio e, principalmente: ritmo. Inclusive, fiquei confuso em várias cenas de flashforwards e algumas outras que nem sei bem classificar o que significam – como o mergulho do Danny com aquela moça, depois aquele lance do colar...

Mas enfim, Kyle Chandler é um ator que eu também admiro muito, e eu adorei o John! Só fiquei surpreso com o final mesmo. “Não somos pessoas ruins, mas fizemos uma coisa ruim”. QUE LOUCURA.

Como a trama me deixou curioso – infelizmente, não me prendeu como deveria –, vou continuar. Além disso, é uma produção Netflix, então creio que nos próximos episódios deva crescer um pouco mais.
2015-05-24 11:26:10


Episodio 1x2 - Nota 7.5

Esse foi bom, mas gostei um pouquinho mais do primeiro. Concordo com a Milla: as atuações, fotografia e o desenvolvimento dos personagens continuam sendo o ponto alto da série, que infelizmente continua pecando muito no quesito ritmo. Acho que todas as cenas apresentadas tem seu significado, não vi nenhum momento “enche-lingüiça” ou coisa parecida, mas tá faltando agilidade, um equilíbrio, uma coisa assim.

De qualquer forma, já deu pra ver que o Robert não presta, né. Tô detestando o personagem e aquele outro filho, o Kevin. Muito desnecessário. John continua sendo o mais interessante da família – tô gostando muito da matriarca também.

Enfim, vamos seguindo...
2015-05-24 19:33:45


Episodio 1x3 - Nota 8

Esse eu já gostei um pouquinho mais que os outros dois. Embora ainda esteja sentindo falta de certo ritmo, a trama tá começando a fisgar bastante e me deixar mais atento ao que é apresentado. Inclusive, cada vez mais, vejo que Danny não é esse filho da puta que todo mundo QUER que ele seja, não. Como alguns já apontaram: todos ali possuem algum tipo de problema e dão um jeito de parecer que Danny é o imprestável e culpado de tudo.

Ele já tá bem ligado nas coisas e aos poucos tá tramando. Foi muito audacioso indo deixar claro pra Meg que sabe do caso dela e que poderá usar, futuramente, como chantagem. Quero só ver.

Sobre o flashforward: não é o Danny no carro. Creio que seja o noivo, ou o próprio amante. Acho que a voz no telefone era do próprio Danny – afinal, a ligação veio do celular dele. Esperemos...
2015-05-25 11:07:17


Episodio 1x4 - Nota 7.5

Embora as coisas estejam começando realmente a esquentar, reintero que o único pecado de Bloodline é a falta de ritmo. O roteiro é bem escrito, gosto muito dos diálogos e o desenvolvimento desses personagens é uma coisa invejável. Mas até agora, não consegui finalizar nenhum desses 4 episódios sem aquela sensação de “falta alguma coisa”. Essa falta de ritmo, junto com a duração de quase 60 minutos, não tá funcionando muito bem.

Mas de qualquer forma, esse final me deixou bem surpreso. Eu pensando que Robert estava ficando contente por ver Danny empenhado, ele vai e dá dinheiro pro cara ir embora e nunca mais voltar, tipo! Por conta dos flashbacks, creio que Danny e a irmã que morreu, Sarah, saíram pra passear de barco, ela caiu na água e acabou se afogando. Logo, as “lembranças ruins” que o Danny traz é o motivo pro Robert mandá-lo embora assim.

Além disso, bem que reparei aquela cena que o Danny vai conversar com as meninas hóspedes, dizendo que vai ensiná-las a nadar e em breve elas poderão ensinar também. Às vezes ele poderia estar ensinando Sarah a nadar e aconteceu essa fatalidade. Vamos aguardar os fatos...

As pessoas queimadas no barco. Gente, que coisa horrível!
2015-05-27 10:25:52


Episodio 1x5 - Nota 7.5

O episódio valeu mesmo pelas revelações. Embora eu não concorde com algumas (ou todas) atitudes do Danny no momento atual da série, fico com o coração apertado por ele. Então ele causou, presenciou, de alguma forma ele está relacionado à morte da irmã e por isso o pai o esculachou. Consequentemente, os outros irmãos também passaram a enxergá-lo como a ovelha negra da família, o que é uma grande injustiça... Quero descobrir mais sobre o passado desse povo, tô cada vez mais curioso.

Quanto à morte do Robert: não me importei. Aliás, nem teve aquele impacto, mesmo eu não gostando do personagem. Sei lá, foi muito rápido o episódio começar e ele já morrer assim, foi prematuro mesmo, ainda mais levando em conta como as coisas terminaram no anterior. Mas enfim, a vida é assim mesmo, né...

Ao menos as coisas agora vão esquentar um pouquinho mais.
2015-05-29 11:02:52


Episodio 1x6 - Nota 8

Caramba, a cena do suicídio foi uma das melhores da série até agora. Realmente, uma atmosfera fantástica que funcionou muito bem. Estranhei quando John também conseguiu enxergar o fantasma da irmã, mas nossa... Quando Danny puxou o gatilho, tomei aquele susto! E no fim, era tudo alucinação por conta das drogas.

Mas falando no personagem: como a maioria, eu também estou com o coração na mão por ele. Gente, que coisa horrível. Que adolescência triste ele teve com essa família. Também me pergunto onde a mãe esteve, já que ela se mostra ser uma mulher tão protetora no tempo atual da série. Triste ver que o tão respeitado Robert Rayburn transformou o filho na ovelha negra da família, por não aceitar a morte da filha que certamente foi um acidente. Agora, como ocorreu? Primeiro eu tinha imaginado que ela tinha se afogado, mas depois tivemos uns flashbacks do tal dia com sangue na água, então não sei bem o que pensar...

Enfim, o desenvolvimento dos personagens continua ótimo e creio que daqui pra frente a trama principal ficará ainda mais quente e interessante. E assim espero, pois além da curiosidade, tá começando a me empolgar. Finalmente.

Meg ouvindo o “você não está pronta” do Marco HAHAHAHA Por um momento pensei que ele fosse revelar que sabe sobre o caso dela...
2015-05-29 11:11:40


Episodio 1x7 - Nota 8

Eu ainda sinto pena do Danny, sim, pelas coisas que aconteceram com ele na adolescência. Ele se sente culpado pela morte da irmã, seja qual for o motivo que a levou a óbito – tanto, que ele tem uma “irmã imaginária”. Creio que se Danny tem algum desvio de caráter, foi por conta da opressão e humilhação que sofreu nas mãos do pai e, consequentemente, dos irmãos (mesmo que eles não tenham tido real intenção de fazê-lo, anos atrás).

Eu não gosto muito do Kevin, então a cena que ele apanha acabou me satisfazendo HAHAHAHAHA. Danny está cavando sua própria cova, sim. E o que ele faz pra ter o destino que teve deve ser uma coisa muito, mas MUITO grave. Porque até agora, quem mais deu apoio pra ele fora a mãe, foi o John. E é o John quem vai jogar gasolina no barco e atear fogo com Danny dentro, desmaiado, sem possibilidade de se salvar. Então, imaginem só...

Agora ele tá deixando a pose de bonzinho de lado. Quero só ver...
2015-05-29 20:19:54


Episodio 1x8 - Nota 8.5

Será que desde o primeiro episódio, Danny estava com esses planos em mente? Porque nossa, eu tô chocado com o quanto eu fui otário. Porque ele realmente tá se mostrando um antagonista, um vilão à altura. Tá fazendo todo mundo de marionete, manipulando e ferrando com todos. Até com o John, que entre os irmãos é o único que enxerga uma coisa boa nele. Fiquei chocado mesmo.

Primeiro, ferra o Kevin da forma que fez, mandando baterem e roubarem o dinheiro dele – acabando com as chances dele conseguir o empréstimo; Novamente, fez chantagem com a Meg pelo fato de estar traindo o Marc; agora, tenta desestabilizar o John perante a esposa, induzindo-o a beber até chegar aonde chegou. Eu ein! Além do lance das drogas e tal...

Não odeio o personagem, porque como comentei: ele sofreu nas mãos do pai, foi injustiçado e os irmãos fizeram parte disso. Se ele tem ódio, rancor dos Rayburn hoje, tá dentro da razão dele. Mas ainda assim, é uma surpresa.

Série tá melhorando e empolgando cada vez mais. Já tô amando!
2015-05-29 20:29:00


Episodio 1x9 - Nota 9

Esse foi o melhor episódio da temporada até agora, que tá ficando cada vez mais quente nessa reta final. E eu tô adorando.

Danny é um filho da puta mesmo. Continuo chocado comigo mesmo por me permitir sentir pena alguns episódios atrás. Mesmo achando que ele tem suas razões pra estar manipulando todo mundo, em busca de um “acerto de contas”, acho que ele tá exagerando. Como por exemplo, com a Meg. Realmente, desde que o pai morreu, ele não escondeu seu desvio de caráter da irmã. E no lance da mentira pra polícia, ele mesmo ouviu a criança de 7 anos dizer que não viu nada, mas que o John tinha contado sobre o “atropelamento”. Ora, nem ela mesma lembrava desse fato trágico...

Embora eu não concorde com a traição, até estremeci com ela naquela pequena reunião com o Marco e a Sally, quando Danny afirmou que Meg certamente escondia alguns segredos. QUE FDP!

Já o Kevin, eu não sinto pena nenhuma. Podia ter apanhado bem mais, podia apanhar de novo. Podia perder tudo. Achei o cúmulo do absurdo ele dizendo que não culpava o pai por agredir violentamente um dos filhos, só porque ele tinha perdido uma filha. Claro. Esse cara deve ter inveja do Danny ou algo do tipo, só enxergo falsidade nele em cenas em que ambos os irmãos estão de boa.

E o John investigando o Danny foi ótimo. Até porque, foi o próprio Danny que provocou isso, ao tentar desestabilizar o casamento dele. Tô ficando cada vez mais ansioso para os próximos episódios. Bloodline tá crescendo muito e eu tô amando de verdade a série. <3
2015-05-30 10:31:17


Episodio 1x10 - Nota 9

Kyle Chandler e Ben Mendelsohn: SHOW de atuação na cena do confront entre os irmãos. Senti a dor do John quando ouviu a voz do Danny na escuta. Eu gosto muito dele e sempre esteve nítido pra mim que ele queria e conseguia enxergar alguma coisa boa no Danny...

Já o Danny, é aquilo que venho comentando em todos os episódios: entendo perfeitamente a ira dele contra a família, porque realmente... Triste você perder um ente querido que dependia de você, quando estava sob seus cuidados. Já é uma culpa que você vai carregar pra sempre. Mas a partir do momento que todo mundo aponta dedos, dizendo que ele foi diretamente responsável, já complica ainda mais... O desvio de caráter do personagem certamente se deve às humilhações que sofreu. Especialmente nas mãos do Robert nojento.

Logo, a relação que estabelecemos com o personagem chega a ser engraçada. Sentia pena nos primeiros. Agora tô sentindo muita raiva.

Que morte horrível a do Quintana, mas já esperava que algo assim fosse acontecer... Ele devia ter ficado mais esperto, até parece que não conhecia o Lowry...

Meg desconfiada e chegando ao galpão no final... IHHHH.
2015-05-30 19:09:40


Episodio 1x11 - Nota 9

Melhor episódio até agora! E EU TÔ NO CHÃO! Caramba, incrível como essa série evoluiu do episódio piloto pra cá, já se tornando um dos meus dramas familiares preferidos da TV. Sério, o negócio tá muito bom!

Novamente, Kyle Chandler e Ben Mendelsohn reinando nas atuações, todas as cenas dos dois são sempre fantásticas. E pensar que de todos os irmãos, John era o mais preocupado com o Danny. Agora eles vivem esse antagonismo todo. Fico besta!

A morte da Sarah foi uma coisa horrível mesmo. E o erro do Danny foi simplesmente imprudência. Mesmo que ele soubesse pilotar, tinha que ter mais alguém ali pra prestar atenção na menina, pra ficar atento a tudo. Mas vendo agora como tudo aconteceu, é um exagero, e uma falta de sensibilidade absurda dizer que Danny MATOU a Sarah. Não foi bem assim. Ele nunca teve intenção de fazer mal a ninguém e certamente não merecia ter apanhado do pai a ponto de fraturar o braço por esse motivo – ainda mais levando em conta que ele também sofreu a perda e já estava se sentindo culpado por si só. Aliás, preciso dizer aqui que o menino escalado pra interpretar o Danny jovem parece DEMAIS com o Ben Mendelsohn! Fiquei abismado!

E meu, essa sequência com Danny e a filha do John no mar me deixou tão aflito, que mal consegui ficar parado na cadeira. Caramba! Por um momento eu realmente cheguei a pensar que Danny fosse tomar atitudes extremas pra acabar com a vida do John de uma vez – lembrei-me do episódio em que ele diz pro próprio Danny que não saberia o que fazer se perdesse um filho. PQP! Senti a agonia, a aflição, a tensão. Fiquei em desespero! O colar de presente, como uma nítida provocação... WOW.

John sabia de todo o esquema da Meg e Kevin :OOOO Esperto, much?

Kevin, como sempre, inconveniente. Acho que sinto mais raiva dele do que do próprio Danny, que tá se saindo o maior antagonista. Desde o piloto me irrito com a necessidade que ele tem de rebaixar o irmão. E essa irritação foi crescendo mais e mais com o passar dos episódios. Que cara insuportável!
2015-05-30 19:23:41


Episodio 1x12 - Nota 10

Nossa, eu tô é morto com esse episódio. Gente, que texto e que atuações magistrais. Sem falar na direção. Bloodline é um dos maiores acertos da Netflix no ano, tô tão satisfeito com essa série, que nem sei...

Bom, todo mundo da família Rayburn errou. TODO MUNDO, sem nenhuma exceção. Nesse plano de vingança, Danny extrapolou. Embora a lógica seja compreensível – “agora vocês não estão seguros nessa casa” –, realmente foi demais ele colocar todos os membros da família praticamente sob a mira mortal dos traficantes. Ele podia ter bolado alguma coisa que “ferrasse” com a vida dessas pessoas de forma individual e que não chegasse a esse extremo; como ele fez, por exemplo, com o Kevin, ao mandarem agredi-lo e roubá-lo, fazendo-o perder o empréstimo que precisava.

E minha relação com o personagem continua sendo de amor e ódio. Amor, porque eu adoro as viradas que ele dá quando ninguém espera, adoro os sorrisinhos irônicos, coisas típicas de antagonistas. E odeio por tudo o que ele está fazendo aí... Ele ameaçar a filha do John de forma indireta foi pesado também, porque a menina não tem nada a ver com nada e de todos, John sempre foi o que se mostrou mais preocupado e o que via alguma coisa boa no Danny, sempre o defendeu, até ameaçou ao dizer que gostaria de ser excluído do testamento se Danny não fosse incluído... Ele podia ter pegado mais leve.

De qualquer forma, embora eu não concorde totalmente, não podemos negar que os motivos do Danny são plausíveis. O problema não foi simplesmente o lance de mentir pra polícia acerca da agressão covarde do Robert. O problema foi o comportamento depois. Quando Danny retornou, a maioria ali olhou pra ele com nariz empinado, não queria dar chance, tratavam-no como se fosse uma pessoa MUITOOOOO cruel. Praticamente gritavam que ele tinha feito uma coisa muito ruim e de propósito. E agora, sabemos que o trágico acidente com a Sarah não foi do jeito que eles faziam parecer que fosse – principalmente o INSUPORTÁVEL do Kevin.

Mas enfim, essa sequência final me deixou sem chão. Novamente, Kyle Chandler e Ben Mendelsohn deram um espetáculo no quesito atuação. A fúria do John, o medo. Chandler deixou transparecer o tempo inteiro que não queria fazer aquilo e não viu saída. Fiquei no chão, porque aparentemente Danny já morreu ali. E eu pensei que ele meio que seria queimado vivo no barco. Gente, e agora??? AI SOCORRO VOU CORRENDO PRA FINALE.
2015-05-31 11:33:55


Episodio 1x13 - Nota 10

Nossa, sem palavras pra esse episódio. Sem palavras mesmo e como alguns já apontaram, tive várias crises de raiva, ódio, também. Por diversos motivos.

Primeiro, gostaria de ressaltar meu profundo ÓDIO e DESPREZO por esse ridículo do Kevin Rayburn. Honestamente, eu preferia mil vezes que ele tivesse morrido no lugar do Danny, porque nossa, que cara insuportável. Não fui com a cara dele no piloto e essa apatia só cresceu nos 12 episódios seguintes, até chegar ao ápice nesse aqui. Ele tinha inveja do Danny, só pode. Porque nada explica esse ódio que aparentemente, ele sempre sentiu pelo irmão. Ele dizendo que “não importava” quando Meg questionou o John sobre os motivos pra ter acontecido a tragédia... Que nojo. Que ser humano desprezível.

Em segundo: Danny aprontou muito, mesmo. Fez muita coisa errada em nome da família. Abusou demais. Fez ameaças indiretas a pessoas que nada tinham a ver com a mágoa dele. Mas será que só eu fiquei MUITO penalizado com esse fim que ele levou? Porque gente, foi horrível. Morreu afogado, teve o corpo levado de um lado pro outro, depois foi carbonizado... Minha nossa.

Além disso, quando paro pra pensar em tudo o que descobrimos da vida dele, fico com ainda mais pena. Como comentei acima: ele exagerou, sim, fazendo negócios com traficantes, colocando a própria mãe em risco. Mas seus motivos pra querer derrubar os irmãos foram plausíveis desde sempre, porque ele, o mais velho, nunca foi visto como irmão MESMO, por conta de uma imprudência do passado, que foi levar a Sarah no barco. E só isso, porque ele nunca que teve culpa realmente da morte dela. Foi um acidente, uma fatalidade.

Essa minha raiva amenizou um pouco, só um pouco, quando ouvi John dizer que todos eles tinham parcela de culpa pelo que Danny passou e pelo que ele acabou se tornando. Também fiquei um tantinho tocado na cena em que ele chora ao se afastar do barco já em chamas, com o corpo dentro... Dos três, sempre falei que John era o que se mostrava mais disposto a acreditar que Danny tinha algo bom dentro dele. Se preocupava em incluí-lo. Pena que as coisas tenham seguido assim...

Falando no John: ao mesmo tempo que me tocou, também me chocou com todo o plano pra encobrir o assassinato e afastar qualquer suspeita de cima dele e da família. Mas não era pra menos: ele é um detetive, sabe como eles trabalham, precisa saber “how to get away with murder”. E gente: passaram-se quatro dias desde a morte do Danny até o John fazer aquele discurso, não foram semanas. Dentro desses quatro dias, eles fez as ligações e mandou as mensagens pra dar seguimento ao plano.

Sally mandou os meninos mentirem... Fiquei surpreso, sim. E deu pra entender o motivo dela querer incluir o Danny em tudo. Ela é mãe e a consciência pesada estava pra enlouquecê-la. E não é pra menos. Me surpreenderia se não sentisse culpa pelo que fez.

Enfim, já esperava que Danny fosse ter um filho. Gostei do gancho. O moleque viu John e Kevin na casa do Danny e pode ferrar com todo o esquema deles. Curti! HAHAHAHA

Sobre a série em geral: que orgulho. Começou bem tímida, com um desenvolvimento lento que acabou sendo prejudicado pela duração – 60 minutos é muita coisa para a falta de ritmo dos primeiros episódios. Mas foi crescendo de uma forma absurda até se tornar essa beleza. Que venha a 2ª temporada!
2015-06-01 11:42:41


Episodio 2x1 - Nota 9

* Part 14
2016-05-27 20:06:54


Episodio 2x1 - Nota 9

Que retorno maravilhoso. Realmente à altura. Já estava com saudades daquela música de abertura e dos dramas (e crimes) que envolvem a família Raybourn.

Danny é uma criatura impressionante. Mesmo morto, continua trazendo novos problemas e infernizando os irmãos. Wayne Lowry surgindo com a gravação que supostamente pode colocar os Rayburn em cheque! WOOOOOW. Com certeza ele vai conseguir ferrar com a família, já que deixou as coisas bem preparadas...

John, entre os irmãos, é o único que parece mais são. Até mesmo o Kevin, que é o que menos gosto e que estava mais empenhado em matar o Danny, está perturbado. Meg nem se fala – a cena em que ela bebe descontroladamente foi ótima. John vai servir de âncora, lidando com os próprios problemas e com a destruição emocional dos outros, sem falar no fato de que podem ser descobertos... Vamos acompanhar.

Nolan sabe de alguma coisa... Ele realmente parece muito com o Danny, desde os maneirismos até a personalidade. Curioso pra saber quem é a pessoa que ele procurou, e que está junto dele.

Aí também temos a bomba de que o Papa Rayburn esteve mandando dinheiro mensalmente para a mãe do Nolan. Não sei nem o que pensar.

Acho que essa temporada será ainda melhor que a primeira, que já considerei ótima. Se for, estaremos no lucro!
2016-05-27 20:16:11


Episodio 2x1 - Nota 9

É o Eric sim. Só fui reconhecê-lo no 2x03.
2016-05-29 10:56:52


Episodio 2x2 - Nota 8.5

Caramba! Acho que se o John pudesse trazer o Danny de volta à vida, só pra matá-lo novamente, ele o faria. PQP! Ele gravou todo o esquema da família Rayburn pra se livrar das drogas e não terem seu nome associado a essas atividades. E como o John disse: “é a minha palavra contra a dele”. Mas a imagem da família certamente vai ficar toda distorcida diante do povo da cidade... Vai ser um escândalo!

A pessoa que encontrou o Carlos foi o Lowry? Chocado com ele contando mentiras sobre a Meg, sobre toda a família. John foi tão astuto e articulado no plano pra se livrar do Danny e tirar qualquer suspeita de cima deles, agora estão na corda bamba, uma vez que os relatos do Carlos dão motivos para a família estar envolvida...

Gostei da cena da Sally com o Nolan. Esse ator tá interpretando bem, o personagem realmente lembra o Danny em seus maneirismos. Ainda tô curioso acerca daquela pessoa com quem ele se encontrou, falando sobre John estar mentindo e etc.

Que ironia o insuportável do Kevin estar diretamente envolvido com drogas agora, não é mesmo? Se tornando um traficante! Ele, dentre os irmãos, foi o que mais crucificou o Danny e o que mais demonstrou total indiferença quando o mesmo foi morto – mesmo que agora esteja sentindo culpa. Achei beeeeem irônico mesmo. Já sabemos que mexer com essas coisas nunca traz nada bom, né... Vamos ver até onde vai.

Kyle Chandler monstro na atuação. O monólogo do John no final foi foda, literalmente. Sabemos bem como é o nível de “raiva” do Papa Rayburn...
2016-05-27 20:35:52


Episodio 2x3 - Nota 8.5

Kevin é muito chato. Não conseguia suportar ele na temporada passada e, aparentemente, isso não tá perto de mudar nessa também. Sério, o cara estava se borrando de medo trancado no hotel, aí decide resolver as coisas por si só? Imaginem a roubada que a família vai se encontrar DE NOVO quando Lowry perceber que um Rayburn estava distribuindo suas drogas pelas ruas da cidade? ARGH!

E a Meg coitada... Mas aquela chefe dela é um pé no saco, né? A mulher mal chegou de viagem e ela já estava ligando dizendo que precisava que ela voltasse. Agora ignorou completamente a emergência familiar que Meg disse que estava tendo. Acho que ela vai acabar perdendo o emprego...

A situação toda tá ficando bem tensa pro John. Além de toda essa situação com o Lowry, com a gravação e etc, agora precisa lidar com o Kevin também e com a Sally cada vez mais desconfiada... Não acho que ela vá deixar ficar por isso mesmo, a explicação pro John e Kevin terem levado drogas pra Miami. Logo, logo, ela deve descobrir que os próprios filhos são responsáveis pela dor que ela está sentindo como mãe.

Eu não estava reconhecendo o Eric, o carinha que o Nolan procurou. Ele esteve presente em toda a temporada passada e eu boiando! HAHAHAHA. Mas enfim, John foi bem esperto nesse plano pra fazer a “troca” com o Lowry. É de ver se vai dar certo mesmo...

Então a mãe do Nolan está viva, está presente na vida dele e, inclusive, é aquela mulher que o Danny fez de refém no assalto à farmácia? CHOCADO!! Esse plot está me deixando cada vez mais curioso.

Mais um ótimo episódio.
2016-05-28 10:59:01


Episodio 2x4 - Nota 9

Eu bem que imaginei que o Lowry ia acabar morrendo nesse episódio. Só que pensei que iniciaria uma espécie de “quem matou?”. Com Kevin tendo conhecimento de que seu ato só piorou as coisas, e com Meg descobrindo sobre as gravações em posse do traficante, qualquer um deles poderia ter feito. Fiquei satisfeito por terem seguido por um caminho diferente e já entregado o assassino nesse episódio mesmo.

Corajoso o pai daquela menina, ein? Deu 12 facadas no homem! DOZE! Achei bem interessante o paralelo no final: matou o Lowry com crueldade, mas assumiu porque isso faz bem pra alma. O cara estava bem mais tranquilo com sua atitude do que o John Rayburn, em relação aos seus próprios atos com o Danny. Engraçado?

Além disso, as visões que John teve do Danny nesse episódio foram FANTÁSTICAS. Em especial o último, sobre John querer ser pego por suas mentiras para sentir algum alívio. Maravilhoso que não abriram mão do Ben Mendelsohn nessa temporada, porque tanto os flashbacks quanto essas visões estão realmente funcionando.

A mãe do Nolan é uma ladrazinha. Sally tem toda a razão em não querer continuar o pagamento. Ela é acomadada! Pelo o que lembro do 2x01, o Robert pagava 5000 mil dólares por mês pra ela. O que ela fazia com esse dinheiro que, aparentemente, não sobrou muita coisa? Eu ein. E o pior foi ela ligando pro casal rico do hotel pedindo o número do cartão. Mais problemas para os Rayburn! Pobre Sally!

Foi um episódio bem longo mesmo, mas a narrativa tá valendo muito a pena. Cheia de reviravoltas e surpresas. Tô gostando demais.
2016-05-28 19:40:34


Episodio 2x5 - Nota 8.5

MEU DEUS! MORTO com a cena do Eric fazendo a ligação da morte do Danny com o John Rayburn. SOCORRO. Ele ficou bem na dele, como se não tivesse percebido nada... Mas pela lembrança, ficou bem óbvio o que aconteceu. Me pergunto o que ele vai fazer. Chantagem? Ou vai simplesmente entregá-lo? Acho que o Eric realmente se importava com o Danny, então deve querer vingança...

E aliás, achei bem triste o flashback... Danny dizendo que logo após falar com John iria procurar o filho e sair daquele lugar... Nunca pôde fazê-lo! :(

Além disso, também temos o Ozzy que resolveu começar a atormentar... Ele pedindo informação pro John como se não conhecesse a cidade. Ele pagando o lanche da filha dele como “agradecimento”. Bom John ficar esperto... A cena final com ele retornando ao quarto de hotel foi ÓTIMA, em especial a analogia à cena do Danny observando John no carro, esperando que o pior acontecesse com ele... WOW.

Pensei que o Nolan fosse contar do Kevin tomando tequila, pra abalar ainda mais a relação dele com a esposa. É um pequeno trunfo que ele tem em mãos agora. Mas curti o que disse sobre pegar leve, poderia ter adicionado um “não sou responsável pelos erros do meu pai”. Claramente esse menino teve uma vida perturbada, uma mãe que aparentemente não se importa muito com ele. O pai, por mais que gostasse, era problemático. Enfim, né.

Tô gostando do envolvimento da Meg com essa campanha do John. Acho que tudo vai explodir por conta dessa eleição. Sabemos que o jogo nunca é limpo e se ele tiver oponentes, com certeza vão cavar fundo pra descobrir todo o tipo de podres dele e da família. Se não, ein.

Continuo com muita pena da Sally... Mas engraçado que ela ligou pro cara vir consertar o chuveiro e ele não veio? E no fim o chuveiro nem estava quebrado?! HAHA.
2016-05-28 19:57:15


Episodio 2x5 - Nota 8.5

Quando ele tá dando o depoimento, se não me engano. Que ele lembra que deixou o Danny sozinho na praia esperando o John e depois nunca mais o viu.
2016-06-11 14:46:32


Episodio 2x6 - Nota 8.5

A série não tem uma das maiores audiências da Netflix, mas com certeza será renovada, nem que seja para uma última temporada. Até agora a Netflix nunca cancelou nenhuma série assim, de uma hora pra outra.
2016-05-29 11:15:48


Episodio 2x6 - Nota 8.5

Eu estava até sentindo pena da Sally, porque acredito que ela esteja mal por conta da morte brutal do Danny. Porém, é bem verdade que ela tem parcela de culpa em tudo isso – mandou os filhos mentirem quando crianças acerca do braço quebrado e etc. Danny foi MUITO injustiçado por essa família, por isso se tornou o que tornou. Daí surge o Nolan, neto dela, um pedaço dele. E em vez de tentar fazer as coisas corretas com ele, tentar transformá-lo, impedir que ele se torne um marginal, não. Fica de surprresinha porque ele aparece em jantar de família, porque não foi convidado.

A Jane falou pouco. E ainda bem que a mãe também concorda. Se quer amenizar a culpa, não faça com o neto o que fez com o filho. Até porque, por mais estranho que ele seja, o Nolan não tem culpa de nada disso aí...

John falando pra Meg que não quer jogar sujo na campanha, sendo que ela foi responsável pelo escândalo envolvendo o Sheriff Aguirre HAHAHAHAHA. Chocadíssimo que o Marco Diaz é o policial que ajudou esse traste a encobrir toda a agressão à esposa. Acho que Meg com certeza irá confrontá-lo. Aguirre deve pagar pelo o que fez – mesmo que agora, talvez, já seja um pouco tarde.

Falando em John: esperava que fosse perder a cabeça e partir pra cima do Ozzy. E não é pra menos. Rondou ele, a filha dele, a esposa dele. E invadiu a casa dele pra deixar aquele bilhetinho. Ozzy achou que John ia ceder fácil a qualquer tipo de pressão. COITADO! HAHAHAHA

Eu tô achando que essa temporada tá fluindo melhor que a primeira, sim. A primeira, por mais que eu tenha gostado, sofreu muito com falta de ritmo nos primeiros episódios – o que acabou sendo um grande problema por conta da duração. Já nessa temporada o desenvolvimento continua o mesmo, mas está recheada de mais dramas familiares e o cerco se fechando lentamente para o John. Acho que as coisas estão avançando à maneira de Bloodline de conduzir (e que eu adoro), então não tenho do que reclamar.
2016-05-29 11:20:08


Episodio 2x7 - Nota 9

É só as pessoas começaram a lembrar de coisas que ocorreram próxima a data da morte do Danny, que tudo começa a clarear. Foi um baque e tanto pra Diana porque, como a própria comentou: “Danny era o violento, não o John. John possui uma arma caso Danny fique violento, mas ele não teria coragem”. Diana encarou John como se ele fosse um verdadeiro monstro. Excelentes atuações de Kyle Chandler e Jacinda Barrett, aliás. Fiquei bastante tenso com a sequência.

E aos pouquinhos as coisas começam a ficar fora de controle. Se Kevin aparentemente conseguiu dar a volta por cima no interrogatório, apontando pra um capanga do Lowry como seu traficante e ligando-o ao crime, Meg não teve a mesma sorte. O maior tropeço dela foi ter dito ao Marco o nome do amante no final, porque é ÓBVIO que ele vai procurá-lo pra saber se a história bate. Quero nem pensar!

Fiquei assustado quando Ozzy entrou no escritório e a Meg sozinha. Esperei o pior, ainda mais por ele ter conseguido uma arma com o Eric, né. E o cara não desiste MESMO. Já apanhou, viu que não conseguiria intimidar o John e partiu pra outro irmão. Acho que as coisas não vão acabar muito bem pra ele...

Feliz por ver Sally tentando consertar as coisas com o Nolan. Ele não merece desprezo e nem ser crucificado, porque ele não fez nada. Ele é família e é parte do Danny. Seria muito estranho se ela continuasse a tratá-lo como um intruso qualquer.

Enfim, mais um ótimo episódio.
2016-05-29 18:37:27


Episodio 2x8 - Nota 9

FODA essa cena do interrogatório do John. FODA DEMAIS. Tenso do início ao fim e ainda contou com um joguinho entre os dois que eu nem esperei ver por agora. John falando sobre Marco acobertar a surra que o Aguirre deu na esposa. Daí Marco, pra ter ainda mais vantagem, traz à tona a revelação da Meg que eles acobertaram a fúria do pai sobre o Danny, quando a Sarah morreu afogada. PQP!!!

Então essa reta final será um verdadeiro embate entre John e Marco. Já que agora este último tem certeza absoluta que tem “muita merda” no meio disso tudo, que a família não está dizendo a verdade e etc.

BTW: ÓBVIO que Marco iria derrubar a versão da Meg contatando o Alec. Ela foi muito burra dizendo que estava com ele. Era só não dizer o nome e pronto. Ela não poderia forçá-la porque ele não pode construir um caso em base do “pânico” que só ele a viu sentir.

Então o Nolan conheceu o Robert?? Não entendi aquela foto. Como eles se encontraram um vez e já tiraram aquela foto, que ele acabou guardando? Aliás, no flashback em que vemos a conversa do Nolan com o pai da cadeia, e que ele afirma que se importa com o restaurante, eu logo imaginei que talvez ele estivesse por trás do incêndio, por conta da insatisfação por ter sido completamente desprezado. E acertei. Sinto pena dele... Agora, será que a Eve vai aceitar viver na pousada?
2016-05-29 19:01:33


Episodio 2x9 - Nota 9

Do jeito que a coisa está, não consigo imaginar outro final de temporada além do John sendo preso – talvez tentando proteger Meg e Kevin também. Porque tipo, ele ficou sabendo que Eric é uma testemunha muito tarde e o mesmo já está lá na casa do Marco pra contar sua parte na história... Sem falar que tem todo esse vídeo com os movimentos da família Rayburn nas redondezas do local onde Danny foi morto... Será que ele consegue apagar?

Além disso, acho muito pouco provável que Eric não conte realmente o que sabe, não sei... Acho que ele gostava muito do Danny e não creio que tenha permitido que as ideias chantagistas do Ozzy falassem mais alto. Vai saber, né. Só sei que essa season finale promete DEMAIS. Um verdadeiro embate!

BTW: que horrível as fotos do corpo do Danny, que crueldade. Não sei como o John não fica LOUCO DE VERDADE quando vê o que fez com o próprio irmão. Credo!

E o Marco é um hipócrita. Foi IRÔNICA a reação dele quando a investigação contra ele e o Aguirre foi aberta, pelo espancamento e encobrimento da situação da ex-esposa. Patético.

Kevin, como sempre, chato demais. Meg sendo sincera com ele sobre as intenções do Mr. Gilbert e ele pagando só com ingratidão. Mr. Gilbert é mesmo muito suspeito. Ele se importa DEMAIS com essa campanha do John, quer doar dinheiro o tempo todo, usar de métodos nada convencionais pra justficar... Como a Sally disse que ele é um homem que só pensa em si mesmo, certamente está fazendo todo o investimento pra ter algum tipo de poder e autorização especial – levando em conta os dois homens que surgiram nas docas do Kevin nesse final, deve ter drogas pelo meio.

Por fim, não sei bem como me sinto em relação a Eve na pousada. O Nolan eu acho que merece, é direito dele como neto e fico contente por ver a Sally tentando consertar seus erros. Mas acho a Eve muito acomodada... De qualquer forma, ela estava terminando com o Ozzy pra tentar fazer as coisas certas quando Meg a viu, né.

Que venha a finale!
2016-05-30 11:12:42


Episodio 2x10 - Nota 10

Eu odeio o Kevin profundamente. A Meg querer se ver livre do problema já foi absurdo o suficiente pra mim. Independente de terem matado ou não, eles se envolveram, encobriram e etc. Mas o Kevin foi o hipócrita mor. Lembro claramente de comentar na temporada passada sobre como ele parecia sentir inveja do Danny. E como conspirou pela morte dele até o ÚLTIMO SEGUNDO.

John esqueceu de dizer que junto com o “ou você faz, ou eu faço”, Kevin entregou uma ARMA para ele acabar com a vida do próprio irmão. Aí quando a coisa aperta ele decide ir por trás de quem está tentando manter tudo sob controle. Kevin só lidou com a própria culpa e com seus vícios que existem há tempos. John teve que lidar com a própria culpa e com os problemas que foram surgindo e crescendo consideravelmente ao longo dos episódios.

De qualquer forma: quando Kevin entrou na casa do Marco, eu pensei: “acho que está com uma arma e vai matá-lo”. Meio que abandonei a teoria por um segundo quando ele insistiu na história, afirmando que o John era o culpado e etc. Levei um susto com os golpes BRUTAIS que deu no Marco com aquela peça. GENTE??? Agora as coisas vão complicar MIL VEZES. E agora, ele cometeu assassinato. Vai escapar como?

Será que a Meg vai ter coragem de contar pra Sally? E como será a reação dela ao saber que a própria família LITERALMENTE tirou a vida do filho dela? Ainda mais depois de tantas revelações que estão vindo à tona sobre a vida dele em Miami e etc.

Falando nisso, fiquei muito tocado com o Nolan. O flashback da última vez que ele viu e falou com o pai me deixou triste. E o fato do menino descobrir que Danny preferiu o dinheiro para o filho do que para salvar seu negócio, que ele “desistiu de tudo” quando o restaurante pegou fogo e etc... Deu pra sentir a dor dele quando falou pra Diana que era culpado. Espero que ele consiga construir uma boa relação ao menos com a Sally e que ela dê a atenção que ele merece. Nolan não é tão estranho como aparentou ser nos primeiros episódios. Ele só é carente.

No mais: Aguirre FDP pressionando a ex-esposa a mentir para a Corregedoria. Será que ele ameaçou bater nela até matá-la? Deu até raiva, mas o pior é que as coisas acontecem assim mesmo. Não dá pra confiar na polícia, em especial quando seu agressor faz parte dela.

Agora nós ficamos com John fugindo. Marco morto. Kevin assassino. Meg sentindo-se culpada e aparentemente revelando tudo pra mãe. Gostei dos ganchos.

Sobre a season em geral: honestamente achei um pouco melhor que a anterior. Gostei muito da primeira temporada, mas nos primeiros cinco episódios, digamos, acho que a série sofreu muito com falta de ritmo, uma narrativa bem lenta que ainda tentava estabelecer bem seus personagens e etc.

Já essa season 2 foi mais psicológica. Desenvolveu bem o lado pessoal dos personagens, em especial os irmãos. E trouxe revelações e reviravoltas pontuais nos 10 episódios. Acho que em cada um deles, houve elementos que fizeram a história andar de forma positiva. Foi bom ver como o cerco foi se fechando lentamente para o John, para a família Rayburn em geral. Foi bom saber mais do Danny. Eu sinceramente não tenho do que reclamar, considero Bloodline uma das melhores produções da Netflix e um drama familiar exemplar. E já aguardo ansioso a 3ª temporada.
2016-05-30 19:18:46


Episodio 2x10 - Nota 10

Exato!
2016-06-03 10:21:42


Episodio 2x10 - Nota 10

:))
2016-07-26 18:50:21


Episodio 2x10 - Nota 10

Obrigado! :)
2017-06-18 19:24:45


Episodio 3x1 - Nota 9

Não vou negar: eu adorei ver o Kevin todo desesperado e amedrontado com o que fez com o Marco – a ponto de cometer a estupidez de revelar ao Roy Gilbert antes de qualquer outro. Os irmãos deram às costas ao John pra salvar a própria pele sendo que todos foram cúmplices um do outro (Kevin hipócrita demais sendo que muito antes do John perder a cabeça com o Danny, já estava querendo vê-lo morto), mas só sabem correr pra ele quando qualquer problema aparece esperando que o cara faça mágina e tudo desapareça.

Por isso, nem o culpo por estar fugindo (aparentemente, não me surpreenderia se ele estivesse retornando à cidade naquele ônibus). Ele foi o que mais teve problemas para surtar de vez na temporada passada e foi apunhalado sem dó por quem deveria apoiá-lo.

Meg revelou mesmo tudo sobre o assassinato do Danny. Achei a reação da Sally um tanto estranha – ela parecia estar mais incomodada com a mentira (ou omissão) que contaram pra ela do que com o fato de que um irmão assassinou o outro. Mas enfim, tô curioso pra ver como ela vai ficar no meio disso tudo, ainda mais agora que também tem consciência do crime que o Kevin cometeu. Dois assassinos na família, gente. É pra qualquer um ficar perturbadíssimo.

BTW: Acho que o Eric vai ser a chave principal pra destruir de vez a família Rayburn. Sabe que foram eles que mataram o Danny. Agora encontrou o corpo do Marco, vai fazer a ligação rapidinho. Só não sei se vai ter como provar, mas...

Enfim, essa foi uma excelente premiere. Nem quero correr com essa maratona porque é a última temporada e eu não queria que acabasse por agora. Esse drama familiar me cativou demais mesmo. Uma das melhores produções da Netflix.
2017-05-26 10:15:50


Episodio 3x2 - Nota 9

Esse episódio foi mesmo um tiro! Um não, quatro: sendo dois certeiros! HAHAHA. Eu não esperava que essa situação do Kevin fosse ter uma solução tão arriscada quanto essa, quando percebi onde o cara estava querendo levar toda a trama de manipulação pra encobrir o que realmente tinha acontecido na casa do Marco, fiquei todo apreensivo – e olha que eu nem gosto do Kevin pra início de conversa.

Sem falar que é impressionante o quanto ele é burro! O John finalmente atende o telefone e ordena que o cara espere-o onde está, fala explicitamente para ele não se mover e o que o Kevin faz? VOLTA PRA CASA DO MARCO! PQP!!! E aliás: cada vez que esse cara abrir a boca pra falar “é tudo culpa sua” pro John, eu vou ficar com mais raiva porque é hipocrisia demais! Foi o primeiro de todos que ameaçou o Danny com uma arma, incentivou o John a fazer o serviço e agora fica nessa como se fosse um pobre coitado vítima do mundo. ARGH.

E o Eric já matou na hora que seria incriminado pela morte do Marco assim que viu o corpo do mesmo. SOCORRO. Que mancada o que ele fez com a mãe, a velha pedindo ajuda, necessitada do oxigênio e ele ligou o foda-se pra ela.

Atuações de Bloodline seguem fantásticas Kyle Chandler nem precisa abrir a boca nas cenas pra evocar todos os sentimentos do John e o Norbert Leo Butz está ótimo também.
2017-05-26 19:04:29


Episodio 3x3 - Nota 8.5

Inimaginável a culpa que a Meg está sentindo – só o fato de se lembrar dos bons momentos que teve com ele e como jogou tudo fora ao traí-lo, além de ter consciência de que ele foi brutalmente assassinado pelo próprio irmão, deve pesar DEMAIS na consciência dela. Não esperava que ela fosse “terminar”, “romper” a relação/ligação com o Kevin, mas é compreensível, embora eu ainda esteja com raiva por tanto ela quanto ele terem decidido trair o John no fim da temporada passada sem mais nem menos.

Por um breve momento eu acreditei que o John fosse fazer alguma coisa pra evitar que o Eric fosse preso injustamente. Só por um momento. Mas aí ele jogou a arma do Marco e já deu pra sacar tudo. O bom e interessante é que o fato das coisas estarem “certinhas” demais está fazendo o Aguirre desconfiar verdadeiramente da família, e a acusação verdadeira que o Eric fez vai contribuir pra ele olhar as coisas mais a fundo. Os Rayburn não podem matar todos que começarem a suspeitar de alguma coisa, não é mesmo? Não espero nada menos que destruição nessa reta final da série.

O que o Roy queria fazer com o Eric quando o encontrasse primeiro? Não entendi muito bem. E a Sally enfrentando-o! WOOOOOOOW.

Mais um ótimo episódio.
2017-05-26 18:49:07


Episodio 3x4 - Nota 8.5

Que tensão da porra esse final, fiquei realmente com medo de que algo fosse acontecer com o Eric, e fiquei surpreso que foi o John quem impediu a van de prosseguir – só não consegui entender sua intenção por trás disso: proteger o Eric, já que fizeram mal o suficiente pra ele, ou se quer se certificar de que o mesmo seja condenado e o caso esquecido junto com ele, livrando de uma vez por todas o Kevin e os Rayburn. Acho que está mais pra essa segunda opção, Eric morto levantaria MUITAS suspeitas.

Meg desaparecida e novamente, não tem como culpá-la. Eu provavelmente faria o mesmo vivendo com uma família que só sabe mentir, manipular e destruir a vida dos outros – o que estão fazendo com o Eric é um absurdo tão grande que me faltam até palavras.

E o Roy acabou se tornando o padrinho do filho do Kevin? O padre falou pra alguém levantar pra “representar” o John, aí não entendi se foi o Roy mesmo ou a cerimônia valeu pro John mesmo sem ele estar presente. Não sei como isso funciona...

Será que o Logan não vai mais aparecer? Tinha gostado tanto dele na temporada passada.
2017-05-27 11:01:39


Episodio 3x5 - Nota 8.5

Kevin é patético, submisso e dependente. É por isso que ele faz todas as vontades do Roy e se tornou uma “vadia” dele. O que o John disse no final é a mais pura verdade – inclusive, Kevin fazendo aquela ameaça de “você não me conhece” foi risível demais. Tenho por mim que as coisas pra ele vão acabar de uma forma ruim nas mãos do Roy, com todos esses esquemas, e agora esse povo cubano – com um cara que parece ser meio desequilibrado, vide os tiros que deram no pobre do peixe no mar a troco de nada. Quero que o Kevin se ferre mesmo porque pense num cara hipócrita e chato!

BTW: ele usou a cocaína ou conseguiu se controlar no clube de strip? Porque se usou, mesmo tendo um bebê pequeno em casa e a vida que ele sempre quis (como o próprio comenta), já vi que não tem conserto mesmo.

Gostei que o Eric decidiu não fazer acordo. Dá pra temer porque as evidências apontam pra ele e com essa recusa, certamente vão pedir pena de morte. Mas é bom mesmo ele não desistir e não se curvar à manipulação desenfreada da família Rayburn.

E por fim o Nolan reapareceu. Já estava desconfiando que a Janey talvez soubesse do paradeiro dele...
2017-05-27 11:11:02


Episodio 3x6 - Nota 9

Eu já sentia raiva dos Rayburn antes, mas não se compara com o que eu sinto agora. É ódio mesmo pelas coisas horríveis que fizeram e pela forma como estão tentando destruir a vida do Eric. O John falando aquele absurdo do Marco decidir não dar o acordo de imunidade, dando motivo ao Eric, foi demais pra mim. Tô com tanta pena dele, quero muito que consigam de alguma forma inocentá-lo – acho que pelo júri vai ser difícil, com tantas evidências.

Agora que a Chelsea tem consciência de que os Rayburn mentem, talvez ela descobrir algo e reunir provas antes que o julgamento termine e seja tarde, caso decidam pela pena de morte. John muito cara de pau falando que não sabia sobre o braço quebrado do Danny, PQP NÃO ME CONFORMO.

BTW: eu adorei as sequências do julgamento, tensas na medida certa e ainda vai render bastante. Tô muito ansioso pelo desenrolar.

Ozzy confrontando o ridículo do Kevin e ele ficando todo asssustadinho: confesso que adorei e ri muito. Como o Kevin é um panaca, eu acho que ele vai acabar se enrolando todo quando for sua vez de dar depoimento e vai causar lacunas na história. Já pensou se for ele mesmo a pessoa responsável por fazer a suspeita cair em cima da própria família?

Nolan se sentindo culpado pelo Danny: eu não consigo lidar!
2017-05-27 11:45:49


Episodio 3x7 - Nota 9

Vou ser bem sincero: se a primeira parte do depoimento da Sally, mostrando arrependimento pelo o que a família fez ao Danny quando criança, não teve nem um pouco de verdade, vou considerá-la tão ruim quanto os filhos. Porque eu mesmo fiquei muito tocado com as coisas que ela disse, sobre como foram negligentes, sobre como perdeu dois filhos em um mesmo dia, e tudo justamente porque ela me soou verdadeira – a Sissy Spacek deu um show impecável na atuação. Ficou nítido que a intenção dela era comover o júri pra ferrar mais com o Eric, mas acho que ela foi sincera.

BTW: o dilema que ela enfrentou nessa época foi complicado, ein? Por um lado queria proteger o Danny, por outro, os outros filhos de passarem pelo o que ela passou quando seu pai foi levado preso – não creio que ela mentiu sobre isso. WOOOW. Estou realmente sem palavras.

E ao mesmo tempo em que fiquei emocionado, fiquei frustrado porque o Eric afundou ainda mais. Como assim ele decidiu aceitar o acordo, gente! Não é possível que a série vá terminar com uma injustiça dessas, um inocente preso enquanto o verdadeiro assassino do Marco brinca com a cara de todo mundo. QUERO QUE SE FERREM TODOS AAAAA.

Falando no Kevin: dei risada com ele gaguejando no tribunal, mais ainda pela mentira que ele contou. Adoraria que a advogada do Eric chamasse a esposa do Kevin pra depor, pra ver se ela mentiria e confirmaria a história das dores abdominais – e além disso, que desculpa mais ridícula, ligar sete vezes pro irmão pra PERGUNTAR SE DEVERIA OU NÃO LEVAR A ESPOSA PRO HOSPITAL, quando a mesma supostamente estava com dor??? FUCK OFF, KEVIN!

E a Meg de boa com a vida, com novo nome e tudo. Gostei. Embora ela tenha ajudado a encobrir o assassinato do Danny, ela é a única entre os três irmãos que não possui as mãos tão sujas de sangue. Não a culpo por querer correr desses problemas.

Episódio maravilhoso.
2017-05-27 19:00:35


Episodio 3x8 - Nota 8.5

Eu tô é MORTO com o que o Ozzy fez! Levei um susto daqueles porque foi tão inesperado, que me faltam até palavras. Ele pegou a arma e eu jurando que ia atirar em um dos caras que estavam com ele, que iria tentar fazê-los de refém. MAS SE MATAR??? E por qual razão ele fez isso? Por medo de que os caras matassem ele? De que o Roy o fizesse pessoalmente? Não entendi as razões, só sei que fiquei abismado.

E essa sequência final me deixou confuso as hell também. Será que o John está ficando louco, tendo alucinações? O amigo dele comenta que só queria “dar um mergulho”, aí cortam a cena pra um mergulhador que parece com ele indo atrás do colar (exatamente como a Sarah fez, o que acabou a levando à óbito), em seguida mostram o John como mergulhador e ele está morto, afogado? WHAT THE FUCKKKKKK DUDE. Não sei o que tirar disso, só sei que mesmo estando odiando o John e os Rayburn, não quero que ele morra. Ele precisa pagar pelos crimes que cometeu, vivinho da silva.

Aliás: Kyle Chandler sempre um MONSTRO na composição do personagem, se entrega de corpo e alma seja qual for a situação. Um atorzão da porra desses.

Outra surpresa foi o cubano envolvido nos esquemas do Roy e Kevin, ser policial federal em uma operação já em andamento pra pegar os dois. E eu ADOREI HAHAHAHAHA. Quero ver o Kevin se fodendo MESMO, melhor ainda se for pelo envolvimento com o Roy. Afinal, ele esteve se achando grande coisa e a pessoa mais inteligente do mundo, mesmo com os avisos do John. Então, né...

Falando em Kevin: não acredito que a reação da esposa dele à verdade (se é que ele contou tudo do jeito que aconteceu mesmo, aparentemente sim), foi aceitar tudo de boa e dizer que “eles estão nisso juntos”... Um mata o irmão. O outro mata o policial que iria descobrir a verdade. Juntos, eles incriminam uma pessoa inocente e o condenam à 30 anos de prisão (com muita sorte, já que poderia ser pena de morte). E ela fica “ok”??? GENTE.

Dois episódios apenas desta história maravilhosa. Não consigo lidar!
2017-05-27 19:15:57


Episodio 3x9 - Nota 8.5

Eu fiquei exatamente como o meme da Nazaré confusa pelo menos nos 20 minutos iniciais do episódio – embora já tivesse suspeitado, ainda no episódio passado, de alucinações (mesmo que tenha errado as circunstâncias, já que imaginei que o fato do John estar se afogando já era uma alucinação por si só). E sim, deu muita pena dele porque reviveu diversos momentos onde poderia ter feito coisas diferentes e ainda criou alguns novos, muito interessantes, com conversas reflexivas.

Foi bom ver o Danny de volta provocando esses questionamentos no John – foi doloroso rever os momentos finais dele, aliás. E as cenas que intercalavam o Danny velho com o Danny novo, com o John velho e o Johnny novo, ficaram todas excepcionais. A recriação da cena do primeiro episódio da série também. John carrega um fardo gigantesco nas costas, não sei como ainda não perdeu totalmente o controle e não ficou louco – fiquei com certa birra dele nessa temporada por causa do Eric, mas no fundo eu sinto pena. Sabemos que desde a temporada passada jogaram muitas coisas nas costas dele e ele se esforçou ao máximo pra manter tudo de pé. E agora tudo começa a desmoronar. Não tem como uma pessoa viver com uma culpa dessas nas costas, e viver bem. Ainda mais se o que ele diz, “não somos pessoas ruins”, realmente é sincero.

Mais uma vez, ressalto a impecável atuação de Kyle Chandler, um dos grandes e melhores atores atuais.

Dito isso, acho que o John agora vai querer fazer o certo. Acho que ele deve assumir que matou o irmão e que o Kevin assassinou o Marco e, com a ajuda do Roy Gilbert, mandaram um homem inocente pra cadeia. É isso ou o destino final dessa família vai ser a pura destruição, um matando o outro ou sei lá. O que mais quero dessa Finale é o Kevin se ferrando, seja da forma que for. Quero que ele se ferre, mas se ferre bonito, sim.

Não acredito que só resta um episódio... Prometi a mim mesmo que não veria essa temporada final muito rápido, e guess what...
2017-05-28 10:52:46


Episodio 3x10 - Nota 9

Bom, vou ser bem sincero: o episódio teve 68 minutos de duração, mas ainda assim fiquei com a impressão de que as coisas ocorreram rápido demais para os padrões da série – por exemplo, o fato do John só se dar conta do erro que cometeu com o Eric neste último episódio e tentar encontrar uma solução pra ele e etc. Isso é compreensível, levando em conta que assim que a Netflix anunciou essa 3ª como temporada final, um dos criadores da série chegou a afirmar que a trama havia sido concebida para cinco temporadas (se eu não estiver enganado). Então tinha mais o que contar e eles tiveram que apressar tudo pra acabar aqui.

Achei o final agridoce e não esperava outra coisa (e não digo isso como uma coisa ruim, jamais). Deixaram poucas pontas soltas e acho que esses finais abertos ficam para a interpretação de cada espectador (algo que eu sempre acho muito interessante). Éo fim da série, mas não significa o fim da vida dos personagens. Eles vão seguir. O desfecho só propõe que o público imagine como isso vai ser... Acho que o “final” do John, principalmente, foi coerente com a trajetória do personagem. No fim se viu sozinho, sem a família, sem a mãe, sem os irmãos, tendo que lidar com a própria culpa e com o Nolan – a analogia ao final da primeira temporada, com esta última cena, foi captada com sucesso. Eu acho que John contou sim ao Nolan tudo o que tinha acontecido e acho que este último cumpriu sua promessa de ir embora. Pelo pouco que viu, ele sabe como os Rayburn são uma família absolutamente destrutiva. Não vai querer ficar perto e nem tentar um acerto de contas em nome do Danny – pelo menos, no meu ponto de vista.

A cena da Sally demonstrando desprezo pelo John me pegou completamente de surpresa – e que atuação de Sissy Spacek. O ódio nas palavras dela quando começou a falar sobre ele, como foi difícil dar à luz, como ele deixou uma mancha de sangue na camisola dela (em uma clara alusão ao que ele se tornaria no futuro em relação ao Danny e às tragédias que essa escolha trouxe para a família). Fiquei com muita pena também pelo fato de não conseguir fazer o que queria com a pousada... Juntou todas as frustrações, decepções, angústias, de uma vez.

Fiquei muito frustrado com o Kevin quando vi que ele estava fugindo. E fiquei surpreso demais com a postura da Belle, a esposa dele. Ela dizendo no início do episódio que “o único que merece morrer é o John, e não ele”. Só nesse momento fui me dar conta de que eles se merecem, porque pra uma pessoa se apaixonar por um embuste como esse Kevin, só pode ser tapada e destrutiva tanto quanto ele. De qualquer forma, foi uma satisfação imensa vê-lo sendo preso final, ainda mais com a revelação de que a inteligente Belle deixou o GPS ligado – é uma anta mesmo, puta que pariu.

Fico triste pelo Eric, porque acho que as coisas continuaram do mesmo jeito pra ele. Kevin preso por tráfico de drogas e creio que o John não abrirá mais a boca após aquela conversa com o Aguirre. Lamentável a injustiça para com esse personagem.

Já sobre a Meg: não há o que comentar. Fiquei surpreso por ela não estar tão presente nessa temporada, mas o arco dela foi devidamente finalizado no episódio em que foi visitada pelo John e ele decidiu poupá-la de retornar ao inferno dos Rayburn. Dos três, como sempre comentei, ela é a pessoa que menos tinha as mãos sujas, já que seu único crime foi ajudar o irmão a acobertar a morte do Danny.

Enfim. A melhor temporada da série pra mim foi a segunda, mas não acho que essa aqui tenha ficado devendo muito, não. E Bloodline é, pra mim, de longe uma das melhores produções da Netflix – acho uma pena a série ser tão subestimada, sendo tão inteligente, consistente, com um roteiro impecável e atuações exemplares. Não à toa Kyle Chandler e Ben Mendelsohn foram indicados ao Emmy pelas duas temporadas, com Mendelsohn vencendo uma. Gostaria muito que voltassem atrás, uma vez que esse final ainda permite que a história continue a ser explorada, mas enfim.

Vou sentir falta da série.
2017-05-28 11:16:26



Obs:Precisa de mais de 5 comentarios para aparecer o icone de livro no seu perfil. Colaboradores tem infinitos icones de livrinhos, nao colaboradores tem 5 icones de livrinho do perfil

Scavo


Copyright© 2019 Banco de Séries - Todos os direitos reservados
Google+ | Índice de Séries A-Z | Contatos: | DMCA | Privacy Policy
Pedidos de Novas Séries