IMPORTANTE: O Banco de Séries não serve para assistir séries! Somos uma rede social onde os fãs de séries podem controlar os episódios que assistiram, dar notas, comentar, criar sua agenda, saber quando passa o próximo episódio. Somos totalmente contra a pirataria e não disponibilizamos conteúdo que fere direitos autorais.

Dark By Rafael Perassoli





Episodio 1x1 - Nota 9.5

Esse elenco é maior do que os de novelas da Globo. Me perdi várias vezes no "quem é quem".
2018-01-07 16:58:50


Episodio 1x2 - Nota 9

Meio "Back to the Future" esse final. Se eu gostei? Cara, eu amei!
2018-01-07 17:00:53


Episodio 1x3 - Nota 9.5

Tive que pausar o episódio toda vez que aparecia uma personagem para o Wikipedia me situar no quem é quem.
2018-01-07 17:02:20


Episodio 1x4 - Nota 8.5

Essa Charlote é a cara da Deanna de TWD, a antiga líder de Alexandria.

Elizabeth, melhor criança.
2018-01-07 18:40:16


Episodio 1x5 - Nota 9.5

Foi previsível, mas não tira a genialidade da coisa toda.
2018-01-07 19:37:07


Episodio 1x6 - Nota 9.5

Christina Rocha aka Katharina (só eu vejo semelhança entre elas? haha) protagonizando um verdadeiro caso de família.
2018-01-07 21:24:09


Episodio 1x10 - Nota 10

Meio 12 Monkeys esse acidente da usina no futuro e me parece que Claudia será uma Jones tentando consertar isso e Jonas um Cole, que bota em ação os planos da primeira.
2018-01-08 23:27:32


Episodio 2x1 - Nota 9.5

Consegui rever a primeira temporada de Dark nessa semana e decidi fazer um resumão para situar aqueles que não se lembram muito dos acontecimentos e não conseguiram rever a temporada inicial. Há muitos vídeos de resumo da temporada por aí, mas a maioria focando nas ligações interpessoais das personagens que são bem complexas. Por isso, decidi escrever basicamente sobre a trama principal.

A construção da usina nuclear em Winden começou no ano de 1953 e no verão de 1986, ela já está operando a todo vapor há algum tempo quando um incidente com lixo radioativo libera uma grande quantidade de energia, o que consequentemente cria buracos de minhoca nas cavernas subterrâneas da cidade, possibilitando assim a transição entre passado, presente e futuro, mais especificamente, entre os anos de 1953, 1986 e 2019. Dessa forma, não só o passado influencia o futuro, como o futuro é crucial para os acontecimentos do passado. Trata-se de um conceito de tempo não-linear, onde tudo se conecta num loop temporal que se repete infinitamente.

A história começa com o desaparecimento de Mikkel com então 11 anos no dia 04/11/2019, que acaba entrando na caverna e indo parar em 1986. Mikkel tem uma possibilidade de voltar para 2019 quando Jonas descobre os buracos de minhoca e viaja para 1986 para resgatá-lo, mas a versão adulta dele também aparece por ali e o impede para que a própria existência deles seja preservada. Isso porque Mikkel é parte essencial do loop da história, afinal preso em 1986, ele é adotado pela enfermeira Ines e ali permanece, onde conhece Hannah, com que se casa e juntos tem um filho, que é o próprio Jonas Kahnwald. Se o Jonas levasse Mikkel de volta para 2019, o menino jamais conheceria Hannah e assim, Jonas não nasceria, mudando toda a história. Porém, ficou a dúvida se de fato é possível mudar o curso da história, sendo que houveram algumas tentativas por parte de algumas personagens que acabaram causando justamente aquilo que elas estavam querendo evitar. Esse é mesmo conceito de viagem no tempo que a série Lost abordou: “o que aconteceu, aconteceu” e se você tentar mudar algum evento, na verdade acabará sendo a causa do mesmo.

Para ilustrar o que comentei acima, temos Ulrich Nielsen, o pai de Mikkel em sua desesperada jornada de encontrar o filho desaparecido e também na busca de entender o que aconteceu com Mads, o irmão mais novo dele que assim como Mikkel, desaparece misteriosamento em Winden, porém no ano de 1986. Além desses dois desaparecimentos, outras duas pessoas também somem na cidade no ano de 2019: o jovem Erik Obendorf e Yasin, o amiguinho da Elizabeth, filha do casal Charlotte e Peter Doppler. Em certo ponto da história, Ulrich descobre que o sogro da Charlotte, Helge Doppler de 1986 é o responsável pelo desaparecimento das crianças. Ele também acaba por descobrir os buracos de minhoca e vai parar em 1953 quando conhece Helge até então com 9 anos. Tentando mudar os acontecimentos, ele atenta contra a vida do menino Helge, acreditando que se ele morrer ali, ele não se tornará a pessoa que rapta os meninos no futuro, os salvando assim do trágico final que tiveram. Porém, Helge não morre e acaba se tornando a pessoa que estava predestinada a ser. Ou seja, Ulrich causou tudo aquilo que pretendia evitar e o loop se manteve intacto.

As crianças Mads e Yasin e o jovem Erik são raptadas e aparecem mortos em Winden em anos diferentes: Mads some em 1986 e aparece morto na cidade em 2019 e Erik e Yasin que são de 2019 aparecem mortos na cidade no ano de 1953. Os três foram raptados por Helge de 1986 que transita entre os tempos usando os buracos de minhoca a mando do misterioso Noah. Os meninos são usados como “cobaias” numa tentativa de Noah de criar uma máquina do tempo numa sala que se encontra acima das cavernas de Winden. A energia emitida pelos buracos de minhoca abaixo é usada na tentativa de abrir um portal naquela sala que possibilite viagens no tempo não somente para os anos de 1953, 1986 e 2019. As três tentativas de Noah (cada qual com um dos meninos) não dão certo e os meninos-cobaias morrem, tendo os corpos descartados em tempos diferentes do que nasceram.

Outras personagens que tem papel relevante nos mistérios da trama principal são Claudia Tiedemann e H.G. Tannhaus. Ela é filha do policial Egon e mãe de Regina e ele, um construtor de relógios e autor do livro “Uma Jornada Através do Tempo”. Em 1986, Claudia se torna a diretora da usina nuclear e descobre segredos que envolvem o incidente acontecido na usina meses antes da “posse” dela. Em 2019, ela surge bem idosa e essa versão dela faz uma viagem para 1953 onde entrega para H.G. Tannhaus um protótipo de uma máquina chamada Apparatus que segundo Jonas, quando ativada, destruirá os buracos de minhoca.

H.G. Tannhaus cria então a Apparatus, mas não consegue fazê-la operacional. Em 1986, ele é visitado por Jonas de 2052 que surge com uma versão do futuro dessa máquina, que por algum motivo não está funcionando. Jonas pede para Tannhaus consertar a máquina que ele trouxe, gerando um paradoxo bem interessante. Isso porque como dito, a máquina que Jonas possui é uma versão do futuro da Apparatus, já concluída. Assim, Tannhaus pôde espelhar essa versão finalizada da máquina para concluir a dele que precisava de alguns retoques e peças extras para funcionar. Sem ter acesso à essa máquina do futuro e assim saber exatamente como ela é, ele não conseguiria finalizar a mesma. A máquina de Jonas não é consertada, mas ele agora tem a versão nova, concluída e operacional da Apparatus, que futuramente, se tornará aquela versão quebrada que ele levou para Tannhaus. O loop continua. Nos é dito que a finalidade da Apparatus é enriquecer a massa do isótopo césio-137 e assim, criar um buraco negro que selará os buracos de minhoca para sempre, quebrando assim o loop temporal. Jonas 2052 recebeu de Claudia as informações sobre a máquina, mas Noah diz que Claudia mentiu para Jonas.

Por fim, o Jonas de 2019 volta para 1986 destinado à resgatar Mikkel, mas é raptado por Helge e por Noah no hospital onde está Mikkel em 1986 e colocado na sala onde Noah está tentando fazer a máquina do tempo funcionar. Ali, numa cena incrível, há um novo encontro entre as duas versões de Jonas, onde finalmente Jonas de 2019 descobre que aquele homem que o ajudou antes é na verdade ele mesmo, 33 anos mais velho. Essa versão mais velha do Jonas tenta acalmar o Jonas 2019, pois ele sempre soube que eles teriam aquela conversa, pois já viveu tudo aquilo. Em 1953, Helge criança está na mesma sala após ser atacado por Ulrich e ser deixado lá para morrer. Quando Jonas 2052 ativa a máquina nas cavernas de Winden, um “cogumelo” cobre a cidade de Winden e um buraco de minhoca se abre na sala e Jonas 2019 e Helge 1953 podem se ver através dele. Eles se tocam e então Helge vai parar na mesma sala no ano de 1986 e Jonas viaja para um futuro apocalíptico, onde Winden está destruída. Deu a entender que houve um acidente nuclear e a cidade está contaminada com radiação, assim como ocorreu em Chernobyl. Nesse futuro, Jonas encontra um estranho grupo e leva uma coronhada de uma garota, que diz “Bem vindo ao futuro” para ele. E depois de uma longa espera, esse futuro começará a ser desvendado hoje, 21/06/2019 que para quem não pegou, é a data que Mikkel/Michael se matou.
2019-06-21 00:39:44


Episodio 2x1 - Nota 9.5

Mano, a Elizabeth do futuro. Adoro a personagem e gostei de saber que ela está viva. Aliás, Elizabeth criança foi bem relevante no episódio ao reconhecer Noah na foto de 1921 e ainda nos confirmar através da conversa que ela teve com Peter a teoria de que H.G. Tannhaus é o avô de Charlotte.

O encontro de Jonas 2052 e Hannah em 2020 foi bastante emocionante. Pela conversa deles, ficou claro que os buracos de minhoca foram selados depois de Jonas ativar a Apparatus e por conta disso, Jonas 2019 ficou preso em 2052. E por isso, o menino Helge de 1953 deve estar preso em 1986. Isso significa que há 3 versões de Helge no mesmo ano: a criança que foi parar ali após tocar Jonas através do buraco de minhoca, o adulto e o corpo do idoso que morreu ali no acidente de carro. Curioso para saber o que acontecerá com o menino Helge e como ele voltará para a década de 50.

Esse episódio me lembrou muito a série 12 Monkeys com essa história de apocalipse e nas semelhanças nas motivações da personagem Noah com as da Testemunha da outra série. Curioso para saber em qual ano Noah nasceu.

Gostei de saber que Peter e Charlotte estão investigando os desaparecimentos por conta própria. As principais famílias da cidade já entenderam que existe algo muito grande acontecendo na cidade e os desaparecimentos de Mikkel, Erik, Yasin, Ulrich, Jonas e Helge são parte de algo não compreensível para a maioria e assim, buscam respostas cada qual da sua maneira. Essas famílias estão desestruturadas e espero muito que encontrem redenção e respostas.
2019-06-21 09:12:34


Episodio 2x1 - Nota 9.5

@Ariciaalves
A segunda temporada estreou no dia 21/06/2019, mas a trama da primeira temporada já estava acontecendo meses depois desse ocorrido. Michael se matou no dia 21/06/2019 e depois disso, o Jonas teve um breakdown e ficou até afastado da escola por um tempo.

A timeline de 2019 acontece em novembro com o retorno de Jonas para a escola. O Mikkel desapareceu no dia 04/11/2019 e todos os eventos que se seguiram naquela timeline aconteceram dias depois. Ainda era novembro quando Jonas viajou para 1986 e foi sequestrado por Noah e Helge e colocado naquela sala, de onde ele viajou para o futuro apocalíptico.
2019-06-25 08:44:23


Episodio 2x1 - Nota 9.5

@duda
Porque ele não achava certo tudo aquilo estar acontecendo com o Mikkel e queria levá-lo de volta para a família dele, mesmo que isso mudasse o curso da história.
2019-08-29 11:10:08


Episodio 2x2 - Nota 9

A temática de viagem no tempo é uma das minhas favoritas e eu simplesmente adoro ver cenas de encontro de uma versão do futuro de uma personagem com ela mesma no passado. Por isso, eu vibrei com o encontro das duas versões da Claudia nesse episódio, ainda mais por ter sido construída com toda a sutileza de detalhes como aconteceu.

Se a Cláudia 2020 enterrou a máquina em 1954 para que ela a encontrasse em 1987, então ela deve ter ficado por ali em 54 mesmo, uma vez que as passagens subterrâneas foram seladas.

O Jonas 2052 tem uma cicatriz no pescoço e nesse episódio foi revelado o porque. Achei bem legal isso, pois a produção está bem atenta aos detalhes. Também tenho gostado da interação dele com Hannah e o fato de ele ter a levado para 1986 para ver Mikkel. Aliás, deu pena do Mikkel deslocado num tempo onde ele não pertence. E ainda mais tendo que aguentar Katharina, a mãe dele adolescente fazendo bullying com ele, rs.

Adorando esse portal na zona proibida, mas fico um pouco incomodado que agora existem vários meios de viajar no tempo. Meu maior receio é que as viagens no tempo se tornem algo banal com todo mundo viajando para todo lado e de diferentes formas. Na primeira temporada, achei genial a ideia dos buracos de minhoca nas cavernas de Winden e não gostaria que expandissem tanto as possibilidades das viagens temporais, que agora já contam com a Apparatus e esse portal doido na zona de exclusão.

Engraçado que na primeira temporada eu nem me toquei que não foi citada a família da Charlotte. E agora nesses dois episódios já revelaram que o Tannhaus é o avô dela e que ela não sabe quem são os pais, o que abre um leque de possibilidades.
2019-06-21 14:34:35


Episodio 2x2 - Nota 9

Eu concordo com vocês, mas o que eu digo é que antes, as viagens no tempo eram mais "limitadas" e tratadas com bastante cuidado e agora com diferentes meios, elas poderão se tornar mais frequentes e virar bagunça.
2019-06-25 09:55:35


Episodio 2x3 - Nota 9.5

Eu acho incrível como Dark tem dezenas de personagens em 3 timelines e ainda assim consegue desenvolver cada uma delas em suas devidas timelines. Essa série é muito genial, mano e eu não me canso de enaltecê-la.

Claudia, toma aqui que o protagonismo é seu. Que personagem maravilhosa. Todas são, mas Claudia supera qualquer expectativa de desenvolvimento de personagem. A cena em que ela vê Regina doente em 2020 depois de viajar no tempo pela primeira vez foi incrível, assim como o diálogo que a versão idosa dela teve com o pai em 1954 e logo depois, ela criança dizendo as mesmas palavras para ele.

Egon teve boas cenas tanto com as Claudias em 1954 quanto com Ulrich e Claudia em 1987. Fiquei chocado ao saber que Ulrich ficou preso em 1953 e envelheceu naquela timeline. Como agora ele se encontra no mesmo ano que Mikkel, abriram margens para várias possibilidades. Seria muito legal ver um reencontro deles.

Jamais imaginei que a Agnes poderia ser irmã do Noah, embora imaginasse que ela teria um papel mais relevante na história do que aquele apresentado na temporada passada. Essas conexões entre as personagens não param e vão se encaixando como um quebra cabeça. Mal posso esperar para o ver o quadro todo montado. E tô bem curioso para saber como é que a Charlotte se encaixa nisso tudo, ainda mais depois da surpresa de Noah ler algo relacionado à ela. Já tô até imaginando a Charlotte voltando no tempo e sendo mãe dela mesma, hahaha. Mas ainda acho que Jonas é pai dela.
2019-06-21 16:57:54


Episodio 2x3 - Nota 9.5

A máquina precisa de uma onda eletromagnética para ligar, por isso eles usam o celular. Não precisa ser necessariamente algo de outro tempo.
2019-06-21 19:24:49


Episodio 2x3 - Nota 9.5

Pelo que eu entendi, não é necessário usar o celular quando a máquina é ativada dentro das cavernas.
2019-06-27 08:17:11


Episodio 2x4 - Nota 9

Muita boa a reação da Christina Rocha, digo Katharina quando Jonas diz que ela é avó dele, haha.

Eu estava achando que o Adam era o Tannhaus, aí nos jogam esse plot twist na cara.

Como o jovem Noah disse que as passagens subterrâneas só ficarão prontas em 32 anos, pelo jeito o Jonas ficará preso em 1921 até o ano de 1953. No último episódio da primeira temporada, Noah disse que ao ativar a Apparatus, Jonas não destruiria os buracos de minhoca para sempre e sim que eles seriam selados temporariamente. Sendo assim, acredito que em algum momento, eles se tornarão acessíveis novamente.

Claudia em 2020 tentando usar o computador é muito a minha mãe, haha.
2019-06-21 18:47:20


Episodio 2x5 - Nota 9

"I just can't believe you slept with my husband and my son".

hahaha. Tô rindo, mas com respeito.
2019-06-21 19:08:47


Episodio 2x5 - Nota 9

Para que gastar bilhões com aceladores de partículas se a partícula de Deus pode ser descoberta num incidente nuclear? haha. Que viagem. A teoria da partícula de Deus é conhecida como Modelo Padrão e descreve como partículas e forças interagem. Ela seria responsável por dar massa a todas as outras partículas.

Noah pai da Charlotte e Jonas não ficando preso em 1921. Pqp, eu não acerto uma! haha

Eu sou muito curioso e não vejo a hora de a série terminar para eu conseguir enxergar o quadro todo. A primeira temporada foi bem coesa e entregou muitas respostas para os mistérios da trama, terminando praticamente redondinha. Essa temporada está mantendo um nível bastante elevado também, mas as semelhanças com 12 Monkeys tem me incomodado bastante. Tiveram muitas nesse episódio e até esse papo de loophole e sacrifício já rolou na outra série.
2019-06-21 20:25:35


Episodio 2x5 - Nota 9

Exatamente isso, Laah. E o grupo "Sic Mundus Creatus Est" é praticamente o "Army of the Twelve Monkeys" trabalhando em prol do Adam/Testemunha.
2019-06-25 10:07:16


Episodio 2x6 - Nota 10

Quando você achar que a vida não está fácil, lembre-se do pobre Jonas que não pode confiar nem em si próprio!

Mais uma vez Dark nos mostrando que o aconteceu, aconteceu e se alguém tentar mudar algum evento na verdade acabará sendo a causa dele. Não esperava de modo algum que o Michael fosse se matar porque recebeu aquelas informações do Jonas. Eu sempre imaginei que ele se lembrasse do Michael se matando na época que ele era criança. Também sempre me perguntei como ele tinha atravessado o buraco de minhoca e a explicação foi perfeita. Na tentativa de evitar acontecimentos, Jonas está causando um por um.

Foi legal ter um vislumbre de como era a vida daquelas famílias antes da tragédia toda que caiu sobre elas. Foi bom ver como o Jonas era mais leve antes do suicídio do pai dele e um pouco da dinâmica entre os dois.
2019-06-21 21:39:03


Episodio 2x7 - Nota 9

Como é de rotina, novamente temos uma personagem tentando evitar algo e causando-o, no caso Claudia matando o próprio pai quando o que ela queria era ajudá-lo. Pelo menos, Egon teve um momento de clareza dos fatos antes de morrer. Ele não descobriu o que de fato estava acontecendo, mas tinha noção de que envolvia viagens no tempo. E pelo visto, ele teve um trelele com a Hannah em 1954.

Como já sabíamos que o Ulrich ainda estava preso no hospital em 1987, quando Hannah foi visitá-lo em 1954, logo imaginei que ela se vingaria dele deixando-o para mofar ali. Ô bicho ruim! haha
2019-06-21 23:31:55


Episodio 2x8 - Nota 10

Dos mesmos criadores de "a tia que pegou o sobrinho", vem aí "o padre que pegou a própria neta que deu luz à sogra dele". Eu imaginava que a revelação da mãe da Charlotte seria algo louco e mind-blowing assim e chequei até a cogitar que ela fosse mãe dela mesma, mas o povo de Dark não tá para brincadeira não. A pegação rola num outro nível.

Pelo visto, a última temporada abordará realidades paralelas e se assim for, vou gostar muito.
2019-06-22 00:40:21



Obs:Precisa de mais de 5 comentarios para aparecer o icone de livro no seu perfil. Colaboradores tem infinitos icones de livrinhos, nao colaboradores tem 5 icones de livrinho do perfil

Rafael Perassoli

Copyright© 2019 Banco de Séries - Todos os direitos reservados
Google+ | Índice de Séries A-Z | Contatos: | DMCA | Privacy Policy
Pedidos de Novas Séries